Posts Tagged ‘ liefeld fodão ’

The Infinite e a desvalorização do autor

Para um  artista é essencial ter uma identidade , sem ela nunca se sairá do lugar comum. E isso vale para diretores de cinema, escritores, músicos, pintores e claro – desenhistas de quadrinhos.

O meio quadrinístico é cheio de bons artistas, no entanto são poucos aqueles que conseguem se destacar da massa e fugir de um traço pasteurizado e comum. Como eu havia dito no post anterior, Rob Liefeld é um desses destaques no meio de um mundo comum e sem-graça. Mas claro, a discussão hoje é um pouco diferente.

Continue lendo

O autorismo da obra liefeldiana

Olá amigos, quanto tempo não?

Como todos sabemos este blog existe para trazer à tona todas as camadas existentes dentro da obra liefeldiana, como vocês já puderam ver em algumas análises. Entretanto, uma coisa que nunca foi falada aqui e que merece ser avaliada é a obra liefeldiana como um todo, o autorismo presente na obra.

Continue lendo

Analisando a obra liefeldiana #4

Como já citado em outras colunas sobre a análise da obra liefeldiana, sabemos que o nosso querido Maioral tem trabalhado bastante em cima dessa sociedade cada vez mais inserida na ditadura da beleza. Liefeld tem feito críticas contundentes através de seus desenhos, com seus personagens de anatomia desproporcional.

E hoje, analisando as novas capas de Avengelyne vemos que Liefeld tem sim continuado este trabalho, agora focando na questão da estética facial. Observem a capa e analisem:

Continue lendo

Os grandes dos quadrinhos

Alô fofuxitos, como sabemos os 90 floresceram diante de tantos gênios dentro da indústria dos quadrinhos. Foram grandes sagas, novos personagens criados e claro, tivemos a ascensão de grandes nomes (obviamente nosso maioral é um deles) e a criação da Image Comics, que mudaria para sempre a história  universo quadrinístico.

Em 1992 Stan Lee produziu e apresentou o documentário The Comic Book Greats, onde ele conversava com alguns dos maiores quadrinistas de todos os tempos, além do nosso gênio, ídolo e guia Rob Liefeld observem quem mais estava entre os entrevistados: Todd McFarlane, Sergio Aragones, Harvey Kurtzman e Jack Davis, Romita e Romitinha, Whilce Portacio, Jim Lee, Bob Kane e Will Eisner.

WILL EISNER E ROB LIEFELD CHUPA ESSA DETRATORES!!!!

Agora aproveitem da minha generosidade e assistam a entrevista com Rob Liefeld, e observem o  Mestre impressionando Stan Lee e criando um personagem, mostrando que quem sabe faz ao vivo (se o seu nível de inglês se resume ao the book is on the table, os vídeos onde o maioral está desenhando são os dois últimos):

Continue lendo

Analisando a obra liefeldiana #3

Hoje, nessa polêmica coluna (não é sobre mamilos) trarei a tona um pouco das referências culturais do mestre Rob Liefeld. Como sabemos, o Maioral se dedica bastante a pesquisa, usando referências para homenagear artistas menores que ele em seus desenhos. O que as pessoas acabam deixando passar batido entretanto, são as referências tiradas de outras mídias, nesse caso em específico o cinema.

Quem conhece os personagens de Liefeld sabe que uma das características mais comuns em seus personagens são as saqueiras (também temos as metrancas e as proporções propositalmente deformadas, etc), como visto nos exemplos a seguir:

Continue lendo

Um breve perfil em imagens #3

Chegou o dia, amigos. Hoje falarei brevemente sobre um personagem que aos poucos foi cativando e se tornando um dos favoritos deste blog. Trata-se de ninguém mais, ninguém menos que o maravilhoso Badrock.

Criado (é claro) por nosso querido Rob Liefeld, Thomas McCall, o Badrock, era um jovem comum de 16 anos, até o dia em que adentra ao laboratório de seu pai, repleto de fórmulas perigosas que não foram testadas. Após beber uma das substâncias (crianças, não façam isso em casa), sua pele se torna dura como granito, além de ter sua força física e tamanho aumentados até níveis super-humanos, mas mantendo a mentalidade de um garoto de 16 anos. Eventualmente ele adota o nome Badrock e entra na maior equipe de super-heróis já feita: Youngblood.

Alguns de seus poderes são: Super-força, a pele com durabilidade de granito sólido. Também possui extremo conhecimento e treinamento do governo em artes marciais e todo tipo de arma.

Mas tá bom, né? Quem quiser saber mais vai ler Youngblood. Vamos às ibagens:

Curiosidade: O nome do personagem originalmente era Bedrock, mas para evitar confusão com a cidade de mesmo nome dos Flintstones, resolveram mudar para Badrock.

Continue lendo

Novas do Liefeld #5

Olá pessoal! Lembram que eu comentei aqui sobre a nova série da Image escrita pelo Robert Kirkman e desenhada pelo maioral, salve salve Rob Liefeld? Pois então, segurem a emoção moçada que O Maioral anunciou em seu blog que The Infinite tá saindo e já soltou uma prévia, só tomem cuidado pra não terem orgasmos involuntários de tanta empolgação: Continue lendo